Carregando!

O caminho por Lisboa

Publicado em: 18/09/2018
O caminho por Lisboa

Lisboa é a capital de Portugal, tem menos de 600 Mil habitantes e constitui um ninho de História e Cultura e celebra o cruzamento de povos.

A importante História desta cidade está pautada pela constante presença e mutação de culturas. Esta cidade foi dominada durante o neolítico por povos iberos que utilizavam o seu porto para transportar alimentos via marítima para a Cornualha, a atual Sicília.

Foi consequentemente habitada por celtas, colônias pré-romanas que a denominavam de Olissipo, romanos que deixaram importantes vestígios por toda a cidade, muçulmanos e só então foi conquistada aos portugueses pelo seu primeiro rei D. Afonso Henriques em 1147.

Vários acontecimentos têm vindo a moldar a cidade como ela é atualmente, tal como o grande terremoto de 1755 que permitiu a construção da baixa pombalina, a época dos Descobrimentos com a qual se construiu o Mosteiro dos Jerónimos e a Torre de Belém.

No entanto, nem todos os grandes monumentos têm já séculos de existência, o que comprova a atualidade desta cidade em constante mudança, tal como o Padrão dos Descobrimentos, apenas com pouco mais de 50 anos .

Esta cidade conta com inúmeras vias de acesso ótimas para peregrinos, tanto por via terrestre, como ferroviária e subterrânea, metro de Lisboa, e até conta com duas majestosas pontes que ligam a cidade à outra margem do rio. Por todas estas vias chegam à cidade cerca de 500 mil carros diariamente.

Uma das manifestações culturais mais conhecidas e relevantes na cidade de Lisboa é o Fado, o cantar típico desta população com importante influência no seu estilo de vida e forma de viver. Alfama, pequeno bairro nas encostas de Lisboa é considerado o berço do Fado, aqui nasceram e cresceram a maior parte dos grandes fadistas de renome internacional.

Lisboa também apresenta entretenimentos para todos os gostos desde possibilidades de compras numa das suas maiores e glamourosas avenidas, Avenida da Liberdade, nos designados Armazéns do Chiado ou até no Bairro Alto a região alternativa da cidade que, além de lojas, atelier de pintura conta também com grande quantidade de bares aos quais afluem, quase diariamente, centenas de pessoas procurando grande variedade.

 

Torre de Belém no Caminho de Santiago
 

Um pouco mais sobre a Torre de Belém


A Torre de Belém, à semelhança do Mosteiro dos Jerónimos é produto da relevância da incorporação do estilo manuelino nos monumentos épicos. Localiza-se em Belém, Lisboa.

Quando da sua construção, a torre estava no meio do rio rodeada de água. Aos poucos foi-se aproximando da praia de Belém, hoje inexistente, até ficar totalmente unida à terra.

Esta torre é considerada Patrimônio Mundial da UNESCO desde 1983. Na decoração da torre poderá identificar o Brasão de Armas de Portugal, cruzes referentes à Ordem de Cristo e outros símbolos da potência de Portugal na época, assim como elementos de inspiração árabe e oriental.

Inicialmente, esta torre tinha função de defender a cidade de Lisboa e o porto de onde partiam os navios para a Índia. Ao longo dos tempos foi perdendo a sua principal função e passou por ser registo aduaneiro, farol, masmorras para presos políticos (durante o reinado de Filipe II de Espanha).

Hoje esta é uma obra que relembra diariamente Portugal e os Portugueses que se devem manter fortes e que existe sempre uma nova esperança.

Como lisboa é uma cidade rica em cultura, religião, gastronomias e monumentos não podemos deixar de falar de alguns marcos históricos muito visitados nesta bela cidade. Conheça-os na sequência!
 

Visitar o Mosteiro dos Jerônimos no Caminho Português
 

O Mosteiro dos Jerónimos


O Mosteiro dos Jerónimos é um símbolo essencial do estilo arquitetônico manuelino que representa a riqueza e importância dos Descobrimentos Portugueses, localiza-se em Belém.

A construção deste mosteiro foi iniciada em 1502 por ordem de D. Manuel pouco depois de Vasco da Gama ter regressado da Índia e o seu financiamento foi feito essencialmente através do dinheiro das especiarias.

O seu nome deve-se ao fato de nele ter estado estabelecida durante muitos anos a ordem religiosa de São Jerónimo, até ao ano de 1834.

No seu interior para além da grande beleza arquitetônica, pode ainda observar o túmulo de D. Manuel I, D. João III, D. Sebastião, D. Henrique, Vasco da Gama, Luís Vaz de Camões, Alexandre Herculano, Fernando Pessoa e outros.

Este mosteiro é considerado Patrimônio Mundial da UNESCO.
 

Padrão dos Descobrimentos
 

Na proa poderá observar o rei D. Henrique e, em cada um dos lados do monumento poderá observar um conjunto de importantes personalidades para os Descobrimentos Portugueses e ainda Luís Vaz de Camões, o célebre poeta português, e o pintor Nuno Gonçalves.

O atual monumento caracteriza-se então por ser uma réplica do original, com 50 metros, inaugurado em 1960.

Em frente ao monumento poderá encontrar uma rosa dos ventos, oferecida pela África do Sul com sinalização das várias viagens dos descobridores portugueses e as datas em que estes atingiram determinado ponto ou o conquistaram.
 

Ponte 25 de Abril


A Ponte 25 de Abril começou por ser nomeada Ponte de Salazar e é, hoje em dia, uma das mais movimentadas pontes nacionais.

O projeto de construir uma ponte que unisse as duas margens do Rio Tejo remonta já a 1876. No entanto, apenas em 1962 foram iniciadas as obras para a sua construção. A ponte foi construída em menos de 4 anos.

O projeto inicial já previa a inclusão do transporte ferroviário e rodoviário em simultâneo, no entanto, apenas em 1999 foram concluídas as obras de inclusão do comboio na ponte permitindo uma explosão urbanística na margem a sul do tejo, ligando também Lisboa ao Algarve.

Nesta ponte passam cerca de 300 mil carros por dia, 157 comboios com cerca de 80 mil passageiros por dia.

Na data da sua inauguração esta era a maior ponte suspensa no mundo, fora dos Estados Unidos.
 

Elétrico 28


Uma estadia em Lisboa fica incompleta sem um passeio no elétrico 28, que é, simultaneamente, uma atração para os turistas e um meio de transporte prático para os habitantes.

A rede eletroviária lisboeta foi desenvolvida pela Companhia dos Carris de Ferro de Lisboa, que desde 1872 era uma das concessionárias de transportes públicos

Em 1887 começaram a circular experimentalmente dois carros equipados com baterias do sistema Julien.

Em Fevereiro de 1995, a companhia Carris recebeu o primeiro dos 10 elétricos modernos articulados

A linha 28 é uma linha de perfil sinuoso, que atravessa maioritariamente zonas edificadas antigas, sendo uma das carreiras mais procuradas pelos turistas

O percurso do Eléctrico 28 começa no Martim Moniz, passa ao lado do Castelo de S.Jorge e acaba em Campo de Ourique.

O bondinho Eléctrico 28, em Lisboa, é um dos passeios turísticos mais bacanas de se fazer na capital de Portugal.

 

Quer saber mais sobre o percurso de Santiago de Compostela por Lisboa confira o pacote que passa pela capital em nosso site 

E mais detalhes e riquezas que podemos encontrar em nossos magníficos caminhos através de nossos e-books 




 

PARCEIROS:

screenshot_3-300x97.png viva-300x122.jpg

BRASIL

Tel: +55 11 9.9162-0128 (Whatsapp).

End: Rua Alvorada 735,

04550-003, Vila Olimpia,

São Paulo.

 

PORTUGAL

End: Rua da Bela Vista 79

2825-164, Caparica, Almada, Portugal

Tel: +351 913 869 260 (Whatsapp).

E-MAIL

zeliamferreira17@gmail.com

mcorreia@gmail.com

 

Caminhadas e Passeios

Caminho Porto - Santiago ( 230 km )  e Caminho Valença do Minho- Santiago ( 110 km) 

 

 

 

 

Viva Santiago de Compostela - Turismo em Portugal
Facebook
WhatsApp
YouTube
Blogger